Gamification? Sabe o que é?

Gamification
Gamification

Gamification consiste, basicamente, na utilização de ideias e mecanismos de jogos, para incentivar alguém a fazer algo.

É algo tão antigo como a própria Humanidade. Na obra Homo Ludens, o neerlandês Johan Huizinga discorre sobre a necessidade de jogarmos, percepcionando o jogo como um fenómeno cultural e inato ao ser humano.

Huizinga define a noção de jogo de forma ampla como:

“é uma atividade ou ocupação voluntária, exercida dentro de certos e determinados limites de tempo e de espaço, segundo regras livremente consentidas, mas absolutamente obrigatórias, dotado de um fim em si mesmo, acompanhado de um sentimento de tensão e de alegria e de uma consciência de ser diferente da ‘vida quotidiana’. 

No mundo hiperconectado de hoje, um dos maiores desafios tem sido o de conseguir manter as pessoas focadas e, ao mesmo tempo, entretidas, face ao crescente desinteresse pela publicidade tradicional. É aqui que entram as estratégias de gamification, enquanto programas dinâmicos de aprofundamento do relacionamento da empresa com os seus clientes, fugindo do tradicional push de mensagens.

Não se traduzem apenas em sistemas de fidelização, pois a margem de criatividade e inovação neste âmbito é, verdadeiramente, fascinante. Por um lado, integram-se componentes de diversão e de competição, neste game based marketing. Por outro, permite-se uma conexão emocional com os fãs da marca, de uma forma diferenciada e interativa. E com a ajuda das redes sociais, e da possibilidade de partilha de rankings com os amigos, as possibilidades são infinitas (caso do Foursquare).

Alguns exemplos? A Mcdonald’s , em 2011, aumentou as vendas, através da associação ao conhecido jogo Monopoly. E, na verdade, quem não se recorda de jogar Monopoly?! É um jogo que, simplesmente, faz parte do imaginário colectivo da infância de gerações! É assim que as marcas conquistam pontos no mercado!

Segundo os especialistas, existem 7 factores essenciais para uma estratégia bem sucedida de gamification:

  • Narrativa (ou Storytelling)
  • Regras
  • Evolução
  • Fases
  • Conquistas
  • Competição
  • Recompensas

Ao nível das recompensas, é fundamental recompensar-se o cliente, nas diversas fases da jornada, à medida que o mesmo vai concretizando tarefas, motivando-o, dessa forma, a prosseguir o desafio até ao fim.

No cenário macro do fenómeno da gamification e, de acordo com Gabe Zichermann, especialista nesta área, cerca de 70% das aplicações das 2.000 maiores empresas do mundo serão alvo de gamification. Ao mesmo tempo, a Gartner prevê que 50% dos processos de inovação o sejam também.

Estima-se que até 2018, a gamification seja um mercado de mais de 5 biliões de dólares em todo o mundo.

E você? Já adoptou o game thinking na estratégia da sua marca? De que está à espera?

Autora: Ana Canavarro

Referência Bibliográfica

Homo Ludens: A Study of the Play-element in Culture

Beacon Press, 1955

http://www.amazon.com/Homo-Ludens-Study-Play-Element-Culture/dp/0807046817

 

About marketingdigitalretalho@portugalmail.pt 18 Articles
Inovação ... Paixão ... Responsabilidade ... são os meus valores fundamentais… O enorme apetite por inovação e comunicação, combinado com a experiência no setor do retalho, conduziu-me à especialização em marketing e, actualmente, em marketing digital. No meu blog, escrevo sobre o que me apaixona: Marketing Digital, Marcas, Retalho, Moda e Tecnologia. (Especialidades: Marketing Digital, Marketing de Retalho, Social Media, SEO Copywriting, Key Account management B2B). https://pt.linkedin.com/in/anacanavarro

Be the first to comment

Leave a Reply

Your email address will not be published.


*